oh triste Iberia!…

há muito que não vinha ao blog…

facto é que, outros valores mais altos se levantam (ou se têm levantado) e não há tempo para tudo. decididamente. ter de comprar batatas, carapaus, sardinhas, vinho (muito), dar de comer aos cães e gatos e lavar o aquário obriga-nos a uma rotina filha de puta.

mas hoje teve de ser… hoje lemos e relemos a intervenção de um político extraordinário, um político que supera qualquer Trump ou mesmo aquele gajo que transporta consigo um nome tenebroso – Temer. um político, enfim, impagável (sem sombra de dúvida). e, porque lemos o que o ilustre politólogo disse, decidimos voltar ao blog. tinha de ser, era imperioso.

ora vejam:… o título do “El Público” (periódico espanhol) é: – “El cortocircuito de Rajoy en pleno rifirrafe con Iglesias” e seguem-se as declarações do líder e estadista (de Espanha) Mariano Rajoy.

claro que não vamos traduzir para português – não vale a pena e perderia aquele sabor latino sempre conveniente nestas coisas… e, claro, todos entenderemos o alcance das palavras deste “grande pensador político”.

heis as pérolas que escorreram por entre os lábios do excelso “governante” espanhol:

rajoy-1“Es el alcalde el que quiere que sean los vecinos el alcalde”

rajoy-2“Los españoles son muy españoles y mucho españoles”

rajoy-3“ETA es una gran nación”

estes os curto-circuitos mais citados de Rajoy pela imprensa e redes sociais.

segue-se o momento em que perde o fio à meada ao ler o seu “belo” discurso: “Cuanto peor, mejor para todos. Y cuanto peor para todos, mejor. Mejor para mí el suyo. Beneficio político”

rajoy-4perfeito!…

Anúncios

o fim do mundo está aí – em breve bater-nos-à na porta

tomámos conhecimento da grande festa através dos nossos confrades “Testemunhas de Jeová”

fim-do-mundo

segundo eles, depois de alguns cálculos “falhados”, a investigação das escrituras leva-os a afirmar que o Fim do Mundo está próximo, será em 2034.

oremos!…

rezar

após os fracassos de 1914, 1975, 1984, 1986 (datas anteriormente apontadas para o fim do mundo), as Testemunhas de Jeová sempre prudentes… continuam a afirmar que a ocorrência do Armagedão é iminente.

pois é…

pois está…

capa-a-sentinela

Mais do que nunca precisamos estar vigilantes”, dizem eles e, apesar de todas as cautelas (não vá o demónio trocar-lhes as voltas e os cálculos), arriscam apresentar o ano de 2034 para o início do Armagedão (início, notem bem – o que pode querer dizer que poderá durar alguns anos ou séculos para se consumar).

portanto, a grande festa do final dos tempos está quase a bater-nos à porta. ao abrirmos (a porta, claro) duas lindas meninas oferecer-nos-ão a bela revista “A Sentinela”.

“E o demónio perguntou a Noé: – Tens um minuto para ouvir a palavra de Satanás?

Ao que Noé respondeu: – para Ele todos os meus minutos são sagrados!…”

foi de satanás que Noé recebeu o aviso sobre a vindoura catástrofe e, ele usou sabiamente o tempo. preparou-se para a sobrevivência – “Depois de receber aviso sobre coisas ainda não observadas” – tal como nos disse um apóstolo de Lúcifer.

entretanto os neo-pentecostais (seitas de especuladores por vezes confundidas com os neo-liberais) já desistiram de vender sabão ungido, vassouras ungidas, pentes ungidos… para se dedicarem, definitivamente, ao ramo imobiliário.

vendem – agora – belos apartamentos no paraíso com vista para o palácete de deus e para a gruta onde nasceu um tal cristo. 

tudo a preço de saldo e com facilidades de pagamento.

“o fim do mundo está próximo!… temos de procurar uma residência no reino de deus” – dizem eles

casa1também nós, pensando no fim do mundo e nos desastres daí resultantes, resolvemos (por bem e para o bem dos nossos seguidores) vender belas mansões nas vermelhas e não menos férteis terras de satanás – nosso guia espiritual, e do grande príncipe das luzes – o sempre eterno Lucifer.

apresentamos aqui (neste post) três belas mansões ecasa2 aconselhamos vivamente os nossos amigos e seguidores à consulta dos nossos catálogos onde abundam excelentes condomínios, vivendas e outras propriedades – aí poderão criar cavalos, vacas, carneiros e, para quem gosta, coelhos… para além de plantar árvores de fruto e cultivar produtos hortícolas de excelente qualidade – tendo em conta as férteis terras do demo.

casa3de notar ainda que as nossas propostas de venda estão – todas elas – em conformidade com as regras impostas pelo estado para o comércio (preços excelentes, facilidade de pagamento e com IVA e seguros incluídos)

nota: possuímos o sacro-livro das reclamações

as premonições de natália

As citações, aqui divulgadas, foram retiradas do livro “O Botequim da Liberdade” . de Fernando Dacosta.

Natália Correia nasceu em Fajã de Baixo, São Miguel, 13 de Setembro de 1923 e faleceu em Lisboa, 16 de Março de 1993

 

natalia-correia

 

escreveu Natália Correia:

“A nossa entrada (na CEE) vai provocar gravíssimos retrocessos no país, a Europa não é solidária com ninguém, explorar-nos-á miseravelmente como grande agiota que nunca deixou de ser. A sua vocação é ser colonialista”.

“A sua influência (dos retornados) na sociedade portuguesa não vai sentir-se apenas agora, embora seja imensa. Vai dar-se sobretudo quando os seus filhos, hoje crianças, crescerem e tomarem o poder. Essa será uma geração bem preparada e determinada, sobretudo muito realista devido ao trauma da descolonização, que não compreendeu nem aceitou, nem esqueceu. Os genes de África estão nela para sempre, dando-lhe visões do país diferentes das nossas. Mais largas mas menos profundas. Isso levará os que desempenharem cargos de responsabilidade a cair na tentação de querer modificar-nos, por pulsões inconscientes de, sei lá, talvez vingança!”

“Portugal vai entrar num tempo de subcultura, de retrocesso cultural, como toda a Europa, todo o Ocidente”.

“Mais de oitenta por cento do que fazemos não serve para nada. E ainda querem que trabalhemos mais. Para quê? Além disso, a produtividade hoje não depende já do esforço humano, mas da sofisticação tecnológica”.

“Os neoliberais vão tentar destruir os sistemas sociais existentes, sobretudo os dirigidos aos idosos. Só me espanta que perante esta realidade ainda haja pessoas a pôr gente neste desgraçado mundo e votos neste reaccionário centrão”.

“Há a cultura, a fé, o amor, a solidariedade. Que será, porém, de Portugal quando deixar de ter dirigentes que acreditem nestes valores?”

“As primeiras décadas do próximo milénio serão terríveis. Miséria, fome, corrupção, desemprego, violência, abater-se-ão aqui por muito tempo. A Comunidade Europeia vai ser um logro. O Serviço Nacional de Saúde, a maior conquista do 25 de Abril, e Estado Social e a independência nacional sofrerão gravíssimas rupturas. Abandonados, os idosos vão definhar, morrer, por falta de assistência e de comida. Espoliada, a classe média declinará, só haverá muito ricos e muito pobres. A indiferença que se observa ante, por exemplo, o desmoronar das cidades e o incêndio das florestas é uma antecipação disso, de outras derrocadas a vir”.