só nos falta o regresso de d. sebastião

18423926_1302296183140194_1544036314605861079_n

CONFUSOS?…

esperamos que não

agora só nos falta o d. sebastião
com
ou
sem
cão ……………………………

mas…
tudo na boa

pano de fundo fátima
fala-se de futebol
muito futebol
o benfica vai jogar – no seu 11 alinha um tal francisco que veio hoje de itália
um rapaz ainda jovem
irá cantar em fátima
num campo de futebol

jesus sai do sporting e será crucificado em vila franca
onde os peregrinos, de joelhos em sangue, assistirão a uma largada de touros
francisco está prestes a marcar o primeiro golo
e
as águas de portugal prontificaram-se a canalizar 3 pastores(zinhos) – as torneiras serão comercializadas em fátima a preços de saldo

milhares de mortais aproximam-se perigosamente de um santuário e compram bandeiras do benfica
para além de discos do rapaz que está na ucrânia com o papa

SCP

SLBos maços de cigarros do benfica e do sporting voltaram ao mercado e podem ser adquiridos numa banca à porta da capela das aparições
ao lado vendem-se sandes de chouriço e de torresmos (também há vinho) – pré pagamento na caixa do arcebispo de ourém

jesus já está fora do sporting – será substituído pelo papa
fátima continua como pano de fundo
e
o benfica está quase a entrar em campo

d. sebastião
é que
ainda
não

Anúncios

fumar es un placer….

os “ex” são sempre “ex” e não mais que “ex”… subdivididos, claro está, em grupos específicos.
o grupo de “ex” mais vulgar, o mais conhecido, é o dos ex-fumadores. todavia os outros “ex” apresentam características similares – todos eles travam, ou estão empenhados em travar, uma luta titânica contra o mal.
e o mal é, sem dúvida, aquilo que eles foram antes de se tornarem aquilo que os enche de orgulho – uns “ex”.

o ex-fumador, por exemplo, apresenta uma característica invulgar: o olfato.
o olfato apurado do ex-fumador é algo espantoso.
se há alguém a fumar no passeio (frente à casa onde reside) o “ex” sentirá, por certo, o cheiro do cigarro num dos quartos interiores… e, é bem capaz de sair porta fora, dirigir-se ao primeiro transeunte que exiba um cigarro entre os lábios e, sobre o “infeliz”, despejar a sua cólera.

o ex-fumador (típico) recusa sempre, mas sempre, uma boleia no carro de um fumador e se, por acaso, vai a uma festa ou a um bar onde haja quem fume… tudo se torna mais complicado – o ex-fumador, durante uma semana ou mesmo um mês reclamará, de forma sistemática, que o cabelo e a roupa cheiram a fumo.

ainda que haja vários tipos de “ex”, todos apresentam características comuns:… todos se consideram superiores, vencedores, exemplos de uma moral elevada, melhores (muito melhores) que aqueles que não aderem ou aderiram à sua causa… os outros.
e os outros são os viciados, os fracos, os derrotados e, logicamente, incapazes /  medíocres.
para o “ex”, todo e qualquer “ex”, os outros são os inimigos a abater. os outros são tão só marginais. logo há que os denunciar – caso recusem o bom caminho.

aves-cigarros

há, portanto, várias subespécies de “ex”.
o estatuto de “ex” não se confina aos ex-fumadores.
podemo-nos cruzar na rua com um ex-maoísta, um ex-stalinista, um ex-comunista, um ex-socialista, um ex-trotskista ou até um ex-anarquista…  que, por artes mágicas, se transformaram em cidadãos exemplares. 
enfim, o espetro político nacional está repleto de bons e menos bons exemplos – basta  consultar as redes sociais e os blogues que por aí proliferam…
podemos ainda constatar a existência de ex-ateus, ex-católicos e dos impagáveis “neo”evangélicos…
precisamente. uma praga.

um “ex” é simplesmente um “ex” e não mais que um “ex”.
um “ex” jamais poderá perder a oportunidade de se exibir com inflamados discursos ou escritos (frente aos amigalhaços ou… aos seus inúmeros heterónimos e pseudónimos que, à socapa, enchem espaços com deliciosos comentários nos blogues).
com efeito, o “ex”, tem de cumprir o ritual de forma a que os outros tomem conhecimento dos seus méritos.

cumprir a tarefa é obrigatório…
e a tarefa será desancar, arrasar, denunciar (precisamente) todo aquele que se aventure aconchegar um cigarrito entre os lábios.