bicicletas (imagens de m. almeida e sousa)

bike-b01bike-b02bike-b03bike-b04bike-b05bike-b06bike-b07bike-b09

Anúncios

os conselhos de um ex-ministro cuja competência… que é competência?

para quem tem memória curta, aí vão muitos dos conselhos que um tal coelho nos deu ao longo de 4 anos…

para não esquecer. nunca!

nota: as obras expostas não são da nossa lavra – recolha numa página do facebook “uma página numa rede social”

pc20pc21pc12pc13pc14pc22pc15pc23pc16pc24pc04pc05pc06pc07pc08pc09pc17pc25pc10pc18pc26pc19pc11pc03pc02pc0111pc12pc

das estátuas cobertas à prisão de dois “titereiros”

estátuas

a arte, na arte… pouco interessa o raciocínio, a sobriedade. tudo deve fluir. naturalmente. até pelos poros. a arte não é, tão só, uma planície nebulosa. é, sim, vasta. é uma planície por onde tudo passa.

até tu.

até eu…

a arte não se compadece. nunca se compadeceu do pensamento tacanho dos que se auto-intitulam chefes, lideres (quer os eleitos, quer os impostos)…

a arte incomoda?

incomoda. pode incomodar.

e depois?

então…

para não incomodar, um troglodita quis que se cobrissem obras de arte que marcaram a cultura mediterânica. claro que – incompreensivelmente – o governo italiano fez a vontade ao tirano.

ordenou que se tapasse a nudez das estátuas, os falos dos velhos deuses, as vaginas e as mamas das madonas.

lorca

não passou um mês sobre este acontecimento. sobre este prato servido gratuitamente a religiosos de outras fés e heis que em Madrid se encarceraram dois “titereiros”.

rezava a notícia:

El viernes 5 de febrero se produjo en Madrid la absurda detención de dos artistas que representaban una función de teatro erróneamente programada para todos los públicos y en horario infantil por el Ayuntamiento de Madrid. Una mala interpretación de sus contenidos llevó a algunos padres a sacar de contexto algunas escenas de la obra, que hay que insistir, nunca fue pensada como un espectáculo infantil, y así puede acreditarse en la propia web de la compañía granadina. Tal fue la confusión creada, que algunos vieron apología y enaltecimiento del terrorismo donde lo que se representaba, precisamente, era una escena en la que se prepara un montaje policial para acusar de esos delitos a unos de los personajes de la obra. El resto es pasto de portadas, tertulias y tweets.

Como consecuencia, dos integrantes de la compañía fueron injustamente detenidos acusados de un delito no cometido y, este sábado, 6 de febrero, el juez Ismael Moreno ha ordenado su entrada en prisión incondicional y sin fianza.”

facto é que os “marionetistas” (titereiros) foram presos “incondicionalmente”. facto é que o juiz deu ordem de prisão a dois artistas. facto é que a “lei da rolha” e o espírito autoritário está na ordem do dia – o neo liberalismo, neto (ou será sobrinho?) dos fascismos europeus, actua livremente em busca da eterna satisfação conjugal entre o capital e o autoritarismo. e aos artistas, aos cidadãos comuns resta-lhes abraçar cordialmente os arautos da miséria do quotidiano? aceitar sem uma palavra de revolta os ditames de juízes e outros serventes do estado que não se cansa em afirmar que o é “de direito”?

na TV

é facto. os “chuis” e os “juízes” transportam os seus deuses circenses para infestar negativamente esta sociedade onde a liberdade não é mais que um conceito obsoleto.