poemas….. anónimos

A visita recente de Alberto de Lacerda deixou-nos o último exemplar deste quarteto polifónico de rara e brutal clarividência (nota de álvaro de mendonça)

a-pro-capa

poema1

poema2 poema3
poema4 poemas1

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s