um soneto de renato suttana

Urubu-1

O PRÍNCIPE E A IGNORÂNCIA

Em mais uma entrevista, incomparável,
o Príncipe me chama de ignorante.
Diz ser uma atitude de tratante
ir pedir voto ao pobre e ao miserável.

E mais: que por essência, inconsignável,
esse eleitor não sabe do bastante
e vota às cegas, como se, tateante,
palmilhasse na treva impenetrável.

Lendo a ‘Privataria’ e a ‘Operação’,
entendo o que ele diz, e me aventuro
a sugeri-los a quem vai no escuro;

pois quem os lê, se o próprio juízo o aguça,
no Príncipe e na sua agremiação
não põe sufrágio nem que a vaca tussa!

(RS)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s