como fritar um ovo

 

ovox

I

 

Um ovo é sempre um acontecimento
sempre um motivo de preocupação
(se escreveres hovo compreenderás
chegarás mais depressa a essa conclusão)
Um ovo é sempre um elemento a mais
um detalhe a mais que deve ser levado em conta
uma desconfiança que se deve ter
uma arma que algum bandido te aponta
Por isso para fritar um ovo
não negligencies o que se disse acima
(mesmo que tenhas de assassinar um bispo
mesmo que tenhas de forçar a rima
mesmo que tenhas de aprender a nadar
ou a patinar ou a montar em touro bravo
― porque se não o fizeres te tornarás cativo
te tornarás estúpido te tornarás escravo).

 

II

 

Frita o teu ovo
com o máximo empenho
aplica nisso toda a tua alma
aplica nisso todo o teu zelo
aplica nisso todo o teu conhecimento
todo o teu saber experimentado
Lança-o para o ar como um equilibrista
faze-o dançar como uma bailarina
educa-o para o futuro como a uma criança
como se fosse o teu próprio filho
põe-no para dormir num bercinho quente
ensina-o a cantar como se fosse a tua jovem noiva
Leva-o para assistir a um filme francês
ou lê para ele trechos da Ilíada
reza por ele quando fores à missa
ou deixa-o sentar em tua melhor poltrona
ou deixa-o ler os teus poemas inéditos
ou deixa-o beber da tua cerveja
e urinar no teu tapete.

 

III

 

Para fritar um ovo deves tratá-lo
como tratarias com o teu dentista
como tratarias com o presidente
como tratarias com o rei da Arábia
Para fritar um ovo deves ter à mão
uma espada mágica e uma galinha cega
um tapete de vidro e uma cornucópia
uma enciclopédia e oito guardanapos
Para fritar um ovo deves ter no bolso
um parafuso um dente um dardo
uma côdea um algarismo um telegrama
um canivete uma moeda um barbante
Para fritar um ovo deves subir ao monte
deves puxar o rabo do leão deves
estremecer de gozo deves compor um soneto
e saber como se diz tudo isso em alemão.

 

IV

 

Para fritar um ovo
deves estar calmo
deves ter os teus direitos constitucionais garantidos
deves ter pago a conta de luz
deves ter ido ao cabeleireiro
deves ser dono do teu próprio nariz
e responsável pelos teus atos.

 

V

 

Frita-o como se palitasses os dentes
como se fizesses uma lista
como se fosses um homem de boa índole
como se lutasses com o ciclope
como se estivesses de partida
como se tivesses recebido uma notícia
como se tivesses acabado de mudar
como se tivesses esquecido a pasta
como se tivesses perdido o trem
como se tivesses ido a um enterro
como se tivesses descoberto a América
como se tivesses passeado em Marte.

 

VI

Para fritar um ovo honra os teus ancestrais
constrói uma ponte sobre o Canal da Mancha
vai ao Senegal ou assobia um hino
esquece a tua culpa e supera o teu trauma

Consulta o teu horóscopo
atravessa um corredor
escreve o teu nome na história
pendura na parede uma foto
de Marilyn Monroe
cuida do teu cachorro
trata bem ao teu pai
remenda o teu vestido
respeita a lei do trânsito
e sobretudo
não te deixes ludibriar
pela loqüela do peixeiro.

 

VII

 

Vai às urnas como toda a gente
reconcilia-te com o teu irmão.

Para fritar um ovo conserta a tua antena
e o teu telhado
reforma a tua casa
e não te esqueças do mais importante:
apaga a lâmpada do alpendre
antes de ires dormir.

 

VIII

 

Um ovo é sempre
uma coisa a mais
um acontecimento a mais
um detalhe a mais
um dado a mais
uma etiqueta a mais
uma regra a mais
um motivo a mais
uma ajuda a mais
quando tudo parece perdido

Para fritá-lo leva em conta tudo isso
e leva em conta que és um ser humano
e nunca subestimes as lições do passado
nem a força invencível do progresso.

Leva em conta os preceitos bíblicos
e os impasses a que chegam os governantes
quando os mercados entram em crise

Nada negligencies do que podes negligenciar
porque nada podes negligenciar
ou apenas negligencies o que podes negligenciar
ou só negligencies o que não podes negligenciar
mas faze-o ainda assim com a melhor das intenções
e de espírito alegre e de ânimo viril
e com a certeza de que a justiça tarda mas vem
e com um olho aberto e o outro fechado
como se estivesses (tu também)
como se fosses (tu também)
uma grande árvore frondosa
prestes a florir em setembro
numa floresta tropical.

Renato Suttana (Brasil)

2-4-2006

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s