1 de dezembro

defenestrar

pois… é facto que, por vezes, o recurso a outros meios resulta. terá sido por isto que o desgoverno quis acabar com este feriado histórico?
“Os CONJURADOS, movimento chefiado por D. ANTÃO VAZ DE ALMADA, conde de Avranches, Libertou Portugal do domínio espanhol, tendo atirado pela varanda, o Traidor colaboracionista pró-espanhol, Miguel de Vasconcelos, uma vez que ele era teimoso e teve que Ir a Mal!”

 

defenestremo-los!…

“… O dia 1º de Dezembro amanheceu de atmosfera clara e muito serena. Tinham-se os conjurados confessado e comungado e alguns deles fizeram testamento.
Antes das 9 horas foram convergindo para o Terreiro do Paço os fidalgos e os populares que o padre Nicolau da Maia aliciara.
Soadas as 9 horas, dirigiram-se os fidalgos para a escadaria e subiram por ela a toda a pressa. Um grupo especial, composto por Jorge de Melo, Estêvão da Cunha, António de Melo, padre Nicolau da Maia e alguns populares, tinha por objectivo assaltar o forte contíguo ao Palácio e dominar a guarnição castelhana, para que apenas os que deveriam investir no Paço iniciassem o seu ataque. Estes rapidamente venceram a resistência dos alabardeiros que acudiram ao perigo e D. Miguel de Almeida assomou a uma varanda de onde falou ao povo.
Estava restaurada a independência…”

In Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira, Editorial Enciclopédia, Limitada, Vol 25 Lisboa/Rio de Janeiro, pp. 317-319.

d.joãoIV

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s