a intolerância é, tão só, intolerância e não mais que intolerância

o controlo das igrejas, ditas “evangélicas”, no brasil avança perigosamente. um novo movimento de cariz inquisitorial espreita – controla já alguns estados e ao que parece forças militarizadas. 

tudo isto enquanto sapientes comentadores da coisa política se entretêm a discutir sobre “esquerda”, “direita” e os perigosos muçulmanos… 

o próprio papa, quando no brasil, atreveu-se a defender um estado laico (coisa que nenhum outro defenderia), ele que é do “clube de roma” terá as suas razões ou previsões…

a intolerância é, tão só, intolerância e não mais que intolerância. e a intolerância terá de ser combatida – venha ela de onde vier.

então… lemos aqui:

“A Polícia Militar de Brasília lançou neste mês um curso para policiais aprenderem a criar seus filhos e a ter um casamento em acordo com princípios bíblicos.

A “tropa de eleitos” está liberada de trabalhar durante as aulas: as reuniões são em horário de expediente, nas dependências da PM e os custos são bancados pelo órgão.

13267174

A ideia do chamado “Programa Educação Moral” é “aplicar princípios bíblicos” na educação financeira e no relacionamento familiar dos policiais militares…”

lemos ainda no facebook, acompanhado da imagem anexa, isto:

“Para saber
O Christian Araujo, médiun do Circulo de Irradiações espirituais de São Lazáro, chegando em casa com suas vestes brancas (pois não esconde sua religião), foi passear com seu cachorro na rua onde mora, por habito conversa com seu cachorro. (papai chegou tarde do terreiro, etc….)
Sua vizinha evangélica escancara a janela e começa a insulta-lo: Seu viadinho macumbeiro “frajuto”, vai trabalhar… (detalhe, Cristian não é gay e esta em um relacionamento sério e apaixonado) desfiando o rosário de ofensas. Crhistian preferiu entrar, foi cercado no corredor que leva a sua casa pelo marido da moça que tem deus no coração, que sem motivos começou a agredi-lo.
Christian começa a gritar e sua mãe ainda de branco tenta apartar o agressor, que lhe deu vários murros na CARA.

944615_10201421098782311_1193911701_n
Dona Marilena uma senhora tranquila de 63 anos teve que levar pontos no rosto além dos outros machucados e passou a noite em observação no hospital.
Os vizinhos chamaram a palicia que conduziram eles ao hospital e depois a delegacia.
O agressor não foi conduzido até a delegacia. Foi aberto um boletim de ocorrência e apesar das constantes manifestações de Cristian de que o motivo era intolerância religiosa e discriminação sexual (apesar de Crhistian não ser gay) nada disso constou no boletim.
Para o escrivão acabou como uma briga de vizinhos.
Postarei este texto com a foto de Dona Marilene e de como esta o seu rosto após a agressão.
Novamente peço, algum Advogado poderia abraçar a causa?
Amigos da imprensa vou passar o telefone do Cristian inbox.
Revolta….
Malafaias, Waldomiros, Felicianus, Edires, escrotos nazistas, vocês são o cancro de nosso país.”

e um comentador revoltado escrevia: – O Apocalipse não será Zumbi, Walking Dead é besteira infantil…… O Apocalipse será Evangélico….. Apocalipse Evangélico!!!! Peguem suas armas já! Mirem na cabeça!

afinal o “grande irmão” está aí – transporta a bíblia na mão esquerda e armas de repressão na mão direita.

Anúncios

One thought on “a intolerância é, tão só, intolerância e não mais que intolerância

  1. Ele ia andando pela rua meio apressado
    Ele sabia que tava sendo vigiado
    Cheguei para ele e disse: Ei amigo, você pode me ceder um cigarro?
    Ele disse: Eu dou, mas vá fumar lá do outro lado
    Dois homens fumando juntos pode ser muito arriscado!
    Disse: O prato mais caro do melhor banquete é
    O que se come cabeça de gente que pensa
    E os canibais de cabeça descobrem aqueles que pensam
    Porque quem pensa, pensa melhor parado.
    Desculpe minha pressa, fingindo atrasado
    Trabalho em cartório mas sou escritor,
    Perdi minha pena nem sei qual foi o mês
    Metrô linha 743

    O homem apressado me deixou e saiu voando
    Aí eu me encostei num poste e fiquei fumando
    Três outros chegaram com pistolas na mão,
    Um gritou: Mão na cabeça malandro, se não quiser levar chumbo quente nos cornos
    Eu disse: Claro, pois não, mas o que é que eu fiz?
    Se é documento eu tenho aqui…
    Outro disse: Não interessa, pouco importa, fique aí
    Eu quero é saber o que você estava pensando
    Eu avalio o preço me baseando no nível mental
    Que você anda por aí usando
    E aí eu lhe digo o preço que sua cabeça agora está custando
    Minha cabeça caída, solta no chão
    Eu vi meu corpo sem ela pela primeira e última vez
    Metrô linha 743

    Jogaram minha cabeça oca no lixo da cozinha
    E eu era agora um cérebro, um cérebro vivo à vinagrete
    Meu cérebro logo pensou: que seja, mas nunca fui tiete
    Fui posto à mesa com mais dois
    E eram três pratos raros, e foi o maitre que pôs
    Senti horror ao ser comido com desejo por um senhor alinhado
    Meu último pedaço, antes de ser engolido ainda pensou grilado:
    Quem será este desgraçado dono desta zorra toda?
    Já tá tudo armado, o jogo dos caçadores canibais
    Mas o negócio aqui tá muito bandeira
    Dá bandeira demais meu Deus
    Cuidado brother, cuidado sábio senhor
    É um conselho sério pra vocês
    Eu morri e nem sei mesmo qual foi aquele mês
    Ah! Metrô linha 743

    Metrô Linha 743 – Raul Seixas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s