festa – poema de renato suttana

kaos5

Homens fingiam santidade
desfechavam tiros na cabeça
Mulheres corriam de um lado para o outro
prenhas desiludidas
As luzes foram acesas –
meninos brincavam de ser:
e com efeito eram em volta de um tanque
Homens fingiam que eram
corriam dançavam torciam pelos seus times
assassinavam amigos meses depois
divorciavam-se corriam
Mulheres atarefadas contavam os dias
corriam de um lado para o outro
estendiam bandeirolas
vomitavam no tapete sorriam
Meninos brincavam de sério
e não havia quem os detivesse
Homens brincavam de serem simples
eram simples de fato à noite eram perfeitos
em suas especialidades. Mulheres
desabafavam afogavam suas mágoas
registravam subiam escadas
estavam certas de uma coisa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s